Estrela cadente.

Hoje acordei triste e fedida, cheia de nada para  oferecer. Meus olhos abriram por mais que eu tentasse mantê-los fechados. Toda vez que percebo uma pessoa em situação desfavorecida tomo aquela dor como minha, sofro. 

Tento evitar esse efeito esponja, mas quando vejo já fui sugada. Se, assim, conseguisse aliviar a dor do sofrimento do outro e a minha, estaria valendo. Mas, me sinto impotente, tais injustiças vão se multiplicando na minha mente como um vírus incontrolável. 

Me pergunto se eu ou se a sociedade está doente. Para quê tanta desigualdade social. Concluo que somos parte de um todo, o oprimido e o opressor. Um todo quebrado em metades, com cacos jogados no chão, aonde só os pobres pisam, para limpar o caminho para o senhorio. Quando vou entender tudo isso? Quando? 

A psicóloga diz: não foi você quem fez assim. E eu me pergunto, até que ponto eu contribuo para tudo se perpetuar. Políticas, religiões, escolas, meios de comunicação todos sistemas de manipulação para formar o senso comum. E o povo segue e segue porque abrir os olhos é duro demais.

Cresce em mim a revolta, já passei da fase da rebeldia, da fé cega, do otimismo vão, disseram que o nome disso é depressão, pode ser, sei lá se isso justifica esse jeito esponja de ser. 

Uma colega sugeriu que eu possa ser empata, corri procurar o significado no dicionário, é um tipo de sensitiva. Rachei de rir, não dela, mas de mim que fico procurando nome para tudo. 

Quando tudo o que mais queria agora eram palavras doces, elas não saem da minha boca, pelo contrário, por minha boca só entram doces e mais doces tentando preencher esse vazio. Assim, meu corpo também vira esponja.

Meu marido me aconselhou fazer um diário das coisas boas que vejo a cada dia. Gostei da ideia e já comecei. Disse também que preciso esvaziar a mente, meditação também é a palavra do momento. 

Uma hora dizem que a gente precisa estudar para formar pensamento crítico, ter conteúdo; na outra que precisamos ter fé e entregar a Deus; e noutra que precisamos nos esvaziar. Até hoje não sei se o ovo faz bem ou mal.

Como já disse, acordei fedida hoje, peço desculpa pelo desconforto desse desabafo. É muito duro não acreditar no paraíso. Daqui a pouco cai a noite, vou esperar a estrela cadente passar, meu pedido vai ser: humanidade.

🎼Vida de Gado – Zé Ramalho🎼

Anúncios

4 comentários

  1. Entendo e compartilho dos mesmos sentimentos. Ando bastante desiludida em relação a esse mundo que criamos e vivemos, em relação ao ser humano.
    Mas é isso aí, o jeito é continuarmos seguindo enquanto procuramos alguma melhora.

    Curtido por 1 pessoa

  2. O mundo é ilusório. A vida é deprimente. A humanidade está perdida… Passei anos da minha vinha com essa concepção e andei de mãos dadas com a depressão. Sempre digo: a depressão irá ser minha companheira a vida toda, até o fim ela estará ali, camuflada nas sombras. Mas, quando a gente encontra alguém que nos ensina a ter fé em nós mesmos, não precisamos mais de terapias, anti depressivos nem escuridão. Continue escrevendo sobre as coisas do universo e principalmente sobre sua dor, é a melhor válvula de escape para escaparmos da morte precoce dentro de nós. Gostei muito do seu desabafo, sou apaixonada por escrita assim como a sua. Muito mais real e cinza, me identifico plenamente. Tenha um ótimo dia.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Maria Vitoria, Já não acho que essa visão diferente seja fruto da depressão. Sinto meu corpo bem, com mais energia, o que não sentia antes do tratamento. Essa visão sou eu, vejo o mundo diferente. Preciso dessa fé da força em mim que você disse. Obrigada por suas palavras, elas me fortalecem. Acompanho seu blog sempre e tenho muita identificação. Ótima semana também, abraços, Cris.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s