Os brinquedos de Deise.


Aqueles montes no chão 

separar brancas e coloridas

por textura, por sujeira

de mão, ou, de tanque.

Põe de molho, esfrega

quara no sol, enxaguá

estende, recolhe, dobra.

O som foi interrompido 

Vamos brincar?

Hora do quarto de Deise 

dali para frente

tudo era diferente 

o quarto, a vida, a lavação.

Cores, formas, textura 

livros, discos, gravuras.

Que capricho!

Quanta perdição, quanto encontro…

no quarto de brinquedos de Deise 

tanta alegria e curiosidade.

Uma satisfação só realizada de quintas

com o caminho amaciado

no quarto de brinquedos de Deise.

Nos pensamentos 

só uma idéia não limpava 

e todos dias retornava:

Por quê nem toda criança pode ter o quarto de brinquedos de Deise?

Deixa pra lá hoje é quarta

ontem foi um dia difícil…sem fim.

Fabiana nunca me deixa brincar

fica trocando as roupas de Barbie 

na minha frente para atiçar.

Ainda bem que Barbie não faz meu estilo 

aquele corpo improvável de boneca 

vestida de conteúdo discriminante.

Fabiana era inacessível como a Barbie

eu só via nos anúncios de televisão.

Não faz mal amanhã é dia de Deise

ela não gosta desses fricotes.

Por agora, vou esperar minha mãe .

Quanto capricho!

Ela lava toda peça de roupa à mão 

deixa tudo brilhante, cheiroso e macio.

Eu crescendo

entre tantas roupas diferentes 

nas lavanderias 

da vida.

Quanto capricho!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s