Rosa

 

Murchei e o mundo pulsa.
Procuro ver afinidades, só as encontro na gentileza e na natureza.

Gentilezas estão cada vez mais raras, a natureza sendo devastada.

Tento respirar, a poluição não deixa.

Nasceram mais espinhos esse ano.

Não consegui desabrochar porque o sol não veio a tempo.

Tentei ser colhida ninguém me olhou.

Lancei meu aroma ao vento.

Continuo esperando terra boa, ao menos, esterco produtivo.

Água não vem do céu, e nem da rega.

Queria morar no planeta do Pequeno Príncipe.

Sou a rosa sem jardim.

🎼https://youtu.be/mnBDVS9NLSs🎼

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s